Postagens

Mostrando postagens de 2010

INADIMPLÊNCIA NO CONDOMÍNIO

È atribuição do síndico, que pode atribuir a terceiros esta tarefa,(casos em que uma Administradora de condomínios é contratada) efetuar a cobrança das cotas condominiais mensalmente.
Se houver inadimplentes, o síndico deve cumprir o que determina a Convenção de condomínio e na falta desta promover a cobrança do apartamento inadimplente. Lembro que a cota condominial assim o com o imposto predial municipal são taxas que pertencem ao imóvel sendo responsável pelo pagamento aquele que estiver na propriedade do mesmo.
O que pode fazer o síndico:
- enviar notificação escrita de cobrança concedendo prazo para pagamento do débito; - enviar notificação escrita de cobrança pela via judicial; - comunicar a Assembléia Geral quais os imóveis estão inadimplentes; - informar no Balancete Mensal enviado aos condôminos quais os imóveis estão inadimplentes, quantas cotas não foram pagas e o montante da divida; - manter uma forma de cobrança que seja do conhecimento de todos estabelecendo prazo para primeira …

FORMULÁRIO DE PAPEL - IR 2011

A partir da Declaração de Renda 2011 a Receita Federal do Brasil extingue o formulário de papel e não vai mais aceitar a entrega da Declaração anula de Imposto de Renda neste tipo de documento.

A Declaração de Renda deverá ser entregue via internet.

A entrega de disquete ainda é permitida porém totalmente em desuso.
Os locais de entrega dos disquetes continuam os mesmos:
- Caixa Econômica Federal
- Banco do Brasil
- Secretarias da Receita Federal



HOMOSSEXUAIS - IR

Imagem
HOMOSSEXUAIS - IR
Casais homossexuais  perante a Receita Federal do Brasil passam a ter os mesmo direitos dos casais Heterossexuais.

CARTÃO ALUGUEL CAIXA FEDERAL

Imagem
ATUALIZADO EM 2018 CARTÃO ALUGUEL CAIXA FEDERAL
A Caixa Econômica Federal lançou em 2010 o Cartão Garantia do seu Aluguel. Disponibilizado em todas as capitais desde o ano de 2011 mas muito pouco divulgado e aceito pelas imobiliárias e locadores. Com a entrada de empresas  privadas nesse nicho, o consumidor tem mais opções de garantia locatícia.

VENDA DE IMÓVEIS NA PLANTA E OS ACABAMENTOS CONSTRUTIVOS

Imagem
VENDA DE IMÓVEIS NA PLANTA E OS ACABAMENTOS CONSTRUTIVOSVocê visita o estande de vendas, analisa a maquete, plantas, conversa com o corretor, tira todas as tuas dúvidas, faz cálculos e fecha o negócio adquirindo assim, a sua futura casa própria. Documentação providenciada, contrato assinado é só esperar a entrega do imóvel para entrar e morar, certo? Errado.
Você esqueceu um dos principais motivos de brigas na compra de imóveis disponíveis para a baixa renda. O imóvel é entregue sem acabamentos. Você recebe as chaves, abre a porta do teu imóvel e onde estão piso, azulejos, reboco, pintura, louças sanitárias, louças de cozinha e até mesmo aquele cano externo para fixar o chuveiro não se encontra. O imóvel foi entregue "cru" isto é, sem acabamento e você não reparou que no contrato constava esta informação. A maioria não repara, passa por cima desta cláusula e se atém as cláusulas de preços e reajustes.
Imóveis construídos para baixa renda geralmente são entregue nestes moldes, par…

MODELO DE CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL - 30 MESES

Imagem
CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL
RESIDENCIAL
Nº_____


LOCADOR(A): Maria Ana Fulana de tal, brasileira, solteira, Secretária Junior, portadora do RG Nº 0000000000 expedido por SSP (secretaria de segurança pública) e CPF Nº 000 000 000/00, residente nesta cidade e estado e domiciliada a rua/av. Pirilampo dos pirilampos nº 000/00, Bairro qualquer, CEP 00 000 000.
LOCATÁRIO(A): Eunice Sicrana de Tal, brasileira, solteira, Recepcionista, portadora da RG Nº 0000000000 expedida por SSP(Secretaria de Segurança Pública) e CPF Nº 000 000 000/00, residente nesta cidade e estado e atualmente domiciliada a rua/av. Paparico nº 00, Bairro Tal, CEP: 00000000.
OBJETO: o imóvel objeto deste contrato de locação de propriedade da LOCADORA, destina-se ao uso RESIDENCIAL da LOCATÁRIA e seus familiares e localiza-se na rua/av. Macamenia Siri Nº 00/09, Bairro Tal, CEP 000000000, nesta cidade e estado. Está matriculado no Cartório de Registro de Imóveis da ____ Zona sob a Matrícula de Nº ______. O objeto desta loca…

TRANSFERÊNCIA DA POSSE POR CONTRATO DE LOCAÇÃO

TRANSFERÊNCIA DA POSSE TEMPORÁRIA POR CONTRATO LOCATÍCIO



Tenho lido em diversos sites, dúvidas de locatários em relação ao direito do proprietário entrar no imóvel locado. Tenho lido também muitas respostas erradas sobre o assunto. Este Post vem esclarecer este assunto que poucos locatários conhecem.
O contrato de locação visa entregar o bem a um terceiro mediante justa remuneração por determinado prazo estabelecido ou não pelas partes contratantes.
Este contrato, portanto, transfere à posse do imóvel para quem contrata a locação isto é para quem esta locando o imóvel para residir.
Estando o locatário na posse do imóvel não se justifica dizer que o proprietário por ser o dono do imóvel tem o direito de nele entrar quando assim decidir.
Por força do contrato assinado o proprietário perde a posse direta do imóvel transferida para o locatário que a devolverá ao fim do contrato. Por força do explicado o proprietário somente poderá entrar no imóvel mediante a autorização do locatário não podendo…

LEI 12.112/09 - ARTIGO 40º

Clique no link acima para ser direcionado a explicação do artigo já atualizado.





Art. 40. ........................................................................


II – ausência, interdição, recuperação judicial, falência ou insolvência do fiador, declaradas judicialmente;

X – prorrogação da locação por prazo indeterminado uma vez notificado o locador pelo fiador de sua intenção de desoneração, ficando obrigado por todos os efeitos da fiança, durante 120 (cento e vinte) dias após a notificação ao locador.

Parágrafo único. O locador poderá notificar o locatário para apresentar nova garantia locatícia no prazo de 30 (trinta) dias, sob pena de desfazimento da locação.” (NR)



         O artigo acima teve apenas alterações nos parágrafos devidamente identificados acima.

        Na prática estabelece as situações em que o proprietário do imóvel(locador) pode solicitar nova modalidade de fiança.

        Modifica apenas os parágrafos II que incluem o termo "recuperação judicial" e na prática …

Lei 12.112/09 artigo 39º

Clique no Link do título para ir para o artigo e sua explicação completa.

Art. 39. Salvo disposição contratual em contrário, qualquer das garantias da locação se estende até a efetiva devolução do imóvel, ainda que prorrogada a locação por prazo indeterminado, por força desta Lei.” (NR)
  Na prática continua tudo igual pois nos contratos já se incluia o termo "até a devolução do imóvel".
  Não muda nada apenas inclui a frase que esta em vermelho para não deixar dúvidas

Acaba com a constestação de alguns fiadores de que não tinham a obrigação de continuar sendo fiadores de contratos renovados automaticamente mesmo quando constava cláusula que de terminava essa obrigação.

LEI 12.112/09 ARTIGO 12º

Clicando no título desta postagem você será direcionado ao artigo da lei já devidamente atualizado pelas alterações propostas em vigor a aprtir de 25 de janeiro de 2010.


Este artigo passa a vigorar com a seguinte escrita:


Art. 12. Em casos de separação de fato, separação judicial, divórcio ou dissolução da união estável, a locação residencial prosseguirá automaticamente com o cônjuge ou companheiro que permanecer no imóvel.

§ 1o Nas hipóteses previstas neste artigo e no art. 11, a sub-rogação será comunicada por escrito ao locador e ao fiador, se esta for a modalidade de garantia locatícia.

§ 2o O fiador poderá exonerar-se das suas responsabilidades no prazo de 30 (trinta) dias contado do recebimento da comunicação oferecida pelo sub-rogado, ficando responsável pelos efeitos da fiança durante 120 (cento e vinte) dias após a notificação ao locador.” (NR)





A frase em vermelho é a que altera o artigo.


Na prática o que mudou foi a obrigatoriedade de comunicar ao proprietário por escrito que a l…

LEI 12.112/09 - ARTIGO 4º

Imagem
Altera o artigo 4º da Lei 8.245, a atual Lei do Inquilinato que continua em vigor e passou a vigorarem 25 de Janeiro de 2010 com a seguinte redação:

Art. 4o  Durante o prazo estipulado para a duração do contrato, não poderá o locador reaver o imóvel alugado. O locatário, todavia, poderá devolvê-lo, pagando a multa pactuada, proporcionalmente ao período de cumprimento do contrato, ou, na sua falta, a que for judicialmente estipulada.

Este artigo na síntese não altera nada em relação ao artigo que já existia apenas o legislador buscou torna-lo mais claro porque alguns proprietários de imóveis se recusavam a cumprir a proporcionalidade alegando não estar claro na lei, obrigando o inquilino a pagar a multa integral.
A frase com destaque em vermelho foi a incluída na alteração deste artigo acabando com a dúvida. Para bom entendimento a proporcionalidade esta diretamente ligada ao tempo em meses que falta para o contrato acabar. Exemplo: Se o inquilino assinar um contrato de 30 meses(ou qualq…

LEI 12.112/2009 - COMENTÁRIOS

Entra em vigor em 25 de janeiro de 2010 as alterações na Lei do Inquilinato 8.245 de 1991 sancionadas em 2009 pelo Presidente da República sob a forma da LEI 12.112/09.
          Para quem não entende do assunto, a Lei 12.112 que foi aprovada e sancionada em 2009 passa a vigorar somente após 45 dias de sancionada(assinada) pelo Presidente da Republica do Brasil, por isso que ela só passa a ter efeito a partir do dia 25 deste mês. A Lei apenas altera alguns artigos da Lei do Inquilinato 8.245 de 1991 em vigor que são eles:


Artigo 4º ;
Artigo 12 parágrafos 1º e 2º;
Artigo 39;
Artigo 40 inciso II e parágrafo X;
Artigo  59 parágrafos VI - VII - VIII - IX inciso 3º;
Artigo 62;
Artigo 63;
Artigo 64;
Artigo 68;
Artigo 71;

          Os artigos não citados foram VETADOS e por isso não estão na relação acima para não confundir. O artigos da Lei 8.245 que não sofreram alteração continuam em vigor na mesma forma em que foram publicados.

          No âmbito contratual, isto é, em relação ao contrato…

COMUNICAÇÃO DE REAJUSTE DE IPTU - MODELO

COMUNICAÇÃO DE REAJUSTE DE IPTU

(IMPOSTO TERRITORIAL URBANO)


Locatário: nome completo

Endereço: completo





Prezado Senhor(a)


Comunicamos o reajuste de ____%(por extenso) no IPTU referente ao ano de 2010 de responsabilidade do locatário o pagamento conforme contrato locatício. A partir da presente data o mesmo que era de valor total R$ _______(por extenso) passará a ser de valor total R$_______(por extenso). O pagamento continua sendo efetuado da mesma forma estabelecida em contrato e mesmo local. Cada parcela ficará no valor de R$ _____(por extenso). Em caso de modificação na forma de pagamento entrar em contato até a data de xx/xx/xxxx. A falta da comunicação até a data determinada acima implica na continuidade da forma de pagamento referente a cobranças anteriores.
Sem mais , cordialmente


Data completa

________________________
LOCADOR

ATUALIZADO EM 2015

LEI 12.112/2009 - alteração da Lei 8.245

Algumas confusões vem ocorrendo em relação a Lei 8.245(Lei do Inquilinato) e a Lei 12.112/09 que não é a nova Lei do inquilinato e sim a Lei que propõe alterações em alguns artigos da Lei 8.245 que continua vigente.

É muito comum encontrar em diversos sites o título - Nova Lei do Inquilinato - incluindo sites de imobiliárias que deveriam dar o exemplo por serem profissionais da área e informar corretamente o usuário. Esta informação é errada, não foi aprovada nova lei do inquilinato e sim Alterações na lei já existente que é a Lei 8.245 de 1991.

Portanto a Lei 8.245 continua em vigor porém a partir de 25 de janeiro de 2010 ela contará com alteração em alguns dos seus artigos aprovadas pela Lei 12.112/09.

Sempre que forem consultar a Lei do Inquilinato( Lei 8.245) deve-se consultar também a Lei 12.112/09 para não incorrer em erro e assim estar ciente dos artigos que foram modificados.

Segue os links da Lei principal e a que promove alterações:

Alteração:

http://www.planalto.gov.br/ccivil…

IGPM 2010

JANEIRO:   0,63% 
acumulado ano 2010:    0,6300
acumulado últimos 12 meses:   -0,6559 (índice negativo)

FEVEREIRO:  1,18%
acumulado do ano:  1,81%
acumulado dos últimos 12 meses: 0,2556 % (índice positivo)

MARÇO: 0,94%
acumulado do ano: 2.7745%
acumulado dos últimos 12 meses: 1,9525%

ABRIL: 0,77%
acumulado do ano: 3,5659%
acumulado dos últimos 12 meses: 2,8919%

MAIO: 1,19%
acumulado do ano: 4,7983
acumulado dos últimos 12 meses:4,1892%

JUNHO: 0,85%
acumulado do ano: 5,6891%
acumulado dos últimos 12 meses: 5,1800%


JULHO: 0,15%
acumulado do ano: 5,8476 %
acumulado dos últimos 12 meses: 5,7927 %

AGOSTO:0,77%
acumulado do ano: 6,6627%
acumulado dos últimos 12 meses: 6,9925%


SETEMBRO: 1,15%


acumulado do ano: 7,8893% acumulado dos últimos 12 meses:  7,7702%
OUTUBRO: 1,01%

acumulado do ano:  8,9790 %
acumulado dos últimos 12 meses: 8,8043%

NOVEMBRO:  1,45 %