NOTIFICAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE FUNCIONÁRIO



NOTIFICAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE FUNCIONÁRIO
(Modelo)


Rem. EMPRESA (NOME COMPLETO)
Dest. IMOBILIARIA xxxxxxx – LOCADORA

Assunto: Transferência de funcionário para outra cidade

Prezado(a)

Na qualidade de “Empregador” do funcionário (nome completo e CPF do locatário) residente e domiciliado no imóvel em contrato de locação residencial vigente com o(a) senhor(a), declaro para os fins específicos a que se destina esta Notificação que na data de xx/xx/xxxx  (nome completo) estará sendo transferido desta cidade para a cidade de (nome) no estado (nome) onde continuará a exercer suas funções nesta empresa.

Por força da transferência será obrigatório que o mesmo passe a residir na cidade de destino.
Declaro ser o responsável pela empresa (nome completo) localizada (endereço completo, cidade e estado, telefones com DDD e registrada sob o (CNPJ).

Atenciosamente

Cidade e data completa


______________________
Nome do empregador e carimbo da empresa com CNPJ visível



Leia também
SOLICITAR ISENÇÃO DA MULTA AO LOCADOR




Obs: a maioria das imobiliárias solicita reconhecimento de firma do empregador caso seja pessoa física ou profissional autônomo. Quando empresa, exigem papel timbrado e carimbo com CNPJ. Confirme com a imobiliária o que ela exige antes de apresentar a notificação


Comentários

  1. Olá, estou com uma dúvida, em relação ao reconhecimento de firma, quem deve autenticar o documento, o empregador ou o empregado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O empregador autentica mas se ele fizer a declaração em papel timbrado da empresa pode ser dispensado o reconhecimento.
      Abraços

      Excluir
  2. Há a necessidade de autenticação ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria das imobiliárias impõe a autenticação, deve ser feita.

      Excluir
  3. Bom dia!
    Minha inquilina se encaixa nesse artigo, foi transferida no serviço para outra cidade, só que, ela já trabalhava em outra cidade qdo alugou meu apartamento. Todos os dias ela se deslocava de uma cidade para a outra. Então mesmo assim, ela se encaixa nessa lei?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Se ela já trabalhava em outra cidade quando alugou seu imóvel e isso não impedia o deslocamento, não há que se falar em isenção, salvo se no presente momento ela foi transferida novamente. Há situações em que a inquilina mora e trabalha em cidades diferentes porém o deslocamento não é prejudicado ou dificultado. Em caso de nova transferência ela pode solicitar a isenção. Isso em geral ocorre quando o deslocamento entre as cidades fica dificultado como por exemplo maior tempo entre as cidades, transporte mais longe do imóvel, etc. Resumindo. Se ela permanece no mesmo endereço profissional não tem direito a isenção. Se vai para novo endereço, sum pode ser possivel a isenção.
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Os assuntos relativos ao Ramo Imobiliário envolvem legislação geral, legislação especial, prática no mercado, decisões judiciais, jurisprudência dos tribunais e análise especifica de cada situação que em cada estado do Brasil pode ser diferente e com o tempo vai se modificando e aqui não podem abranger 100% do que você precisa saber. NUNCA utilize o que for publicado como solução definitiva. Aqui você encontra um caminho para entender um pouco sobre imóveis. Não nos responsabilizamos pelo uso indevido das informações prestadas. Entenda seu problema e busque a solução junto a um profissional de sua confiança.
Este site pertence ao Google que pode coletar informações sobre quem o acessa como sua localização, tempo que ficou no site e em cada página visitada, o que pesquisou. Essas informações visam direcionar os assuntos para o que as pessoas mais procuram. Não deixe de visitar a página de privacidade e saber mais sobre como tratamos seus dados.

Comentários e dúvidas serão respondidas dentro de 48h e o email fica a disposição caso não houver retorno
Email: mcamini150@gmail.com

POLITICA DE COOKIES

Este site usa cookies e armazena dados como endereço do IP e localização para fins de melhorar o conteúdo específico e a visitação.Em respeito aos leitores não armazeno dados pessoais. PROSSIGA SOMENTE SE VOCÊ CONCORDAR.
Maiores informações acesse POLITICA DE PRIVACIDADE.