AMORTIZAÇÃO DO SALDO DEVEDOR NO FINANCIAMENTO IMOBILIARIO


A amortização do saldo devedor no financiamento imobiliário sempre vai valer a pena porque influencia todo o contrato do mutuário. Aqui você encontra mais detalhes sobre as vantagens de amortizar e diminuir o tempo de pagamento.

Conceito
Amortizar nada mais é do que devolver o que você pegou emprestado com o banco. Se você contratou um financiamento para pagar em X parcelas mensais, uma parte dessa parcela será mensalmente devolvida ao banco para quitar o valor emprestado. Desta forma o seu saldo devedor vai diminuindo conforme você for efetuando os pagamentos.


A amortização do saldo devedor no financiamento imobiliário nem sempre diminui este saldo se tivermos juros mensais com valor maior que o da amortização (tema para uma outra postagem) mas em geral a regra de diminuição do saldo prevalece para financiamento com bancos.


Formação da parcela
As parcelas a pagar são formadas a partir do saldo devedor e cada parcela mensal é composta de um valor X a ser devolvido ao banco, juros que remunera o valor emprestado pelo banqueiro, parcela do seguro obrigatório e a taxa de administração mensal do contrato. 


Prazo em meses
O prazo do financiamento é escolhido por você e é influenciado diretamente na amortização do saldo devedor no financiamento imobiliário. È aqui que você tem uma grande vantagem se puder anualmente ou em menos tempo amortizar teu saldo, ou usar teu FGTS a cada 2 anos. Como o pagamento adiantado interfere diretamente no saldo devedor, interfere também no tempo de contrato, diminuindo os juros, diminuindo o valor do seguro obrigatório e estabilizando a parcela a pagar.

É muito mais vantagem diminuir o saldo devedor do que diminuir o valor da parcela e estas são duas opções que o banco te oferta. Se você for financiar por 100 meses, 250 meses ou 400 meses a taxa de juros é a mesma então não importa o prazo que você escolher, quando for amortizar ele vai obrigatoriamente diminuir o prazo final de pagamento.

Será vantagem diminuir a parcela somente se você não está mais conseguindo paga-la e nessa situação o ideal então é manter o prazo contratado e diminuir o valor da parcela em até 80%. Lembrando que as parcelas devem estar em dia.


Conclusão
Se você pode diminuir o saldo devedor (exemplo neste link) escolha esta opção e pague menos juros quitando em menos tempo.

Se você está com problemas para pagar sua parcela, mantenha o prazo e opte por diminuir a parcela pagando menos durante 12 meses até poder decidir se conseguirá mantê-la ou se é melhor vender o imóvel e evitar perder o bem para o banco por falta de pagamento.


Lei também:







Comentários

  1. Muito boa tarde Maria.
    Estou com a seguinte situação:
    Tenho financiado 125mil na caixa via tabela price + pós-fixada.
    Já pague 15 parcelas.
    Descobri que meu saldo devedor hoje é de 125.700,00 e se eu for quitar hoje ficaria 126.650,00.
    Fui ao banco para perguntar porque ainda não comecei abater meu valor devido de 125mil, e fui informado que é por causa da TR, o valor da amortização é menor que os juros, então em vez de diminuir o saldo devedor, ele esta subindo.
    Minha duvida é:
    1 – Tenho atualmente 40 mil contando com o FGTS, seria mais vantajoso amortizar o financiamento diminuindo a quantidade de prestações?
    O financiamento é de 360 meses, se eu abater, ficaria faltando em torno de 150 parcelas.
    Ou
    2 – esperar mais 2 anos para quitar o financiamento inteiro?

    Porque essa duvida? por causa da TR minha prestação esta aumentando aos poucos e não sei se eu esperar mais 24 meses será abatido o valor devido que é 125 mil.
    Estou com receio de pagar as 39 parcelas e ainda continuar no saldo devedor de 125mil e não ter abatido nada, já que paguei 15 parcelas e nada foi abatido.

    Acho que se eu amortizar 40mil a TR vai ser menor correto?
    qual melhor opção?

    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diego, desculpe a demora, acumulo de comentários e emails. Sempre é mais vantajoso diminuir o saldo devedor pois assim diminui juros, prazo, valor dos seguros e valor da parcela. Use teu FGTS logo e fique tranquilo a TR vai diminuir por conta da redução da Selic.
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Os assuntos relativos ao Ramo Imobiliário envolvem legislação geral, legislação especial, prática no mercado, decisões judiciais, jurisprudência dos tribunais e análise especifica de cada situação que em cada estado do Brasil pode ser diferente e com o tempo vai se modificando e aqui não podem abranger 100% do que você precisa saber. NUNCA utilize o que for publicado como solução definitiva. Aqui você encontra um caminho para entender um pouco sobre imóveis. Não nos responsabilizamos pelo uso indevido das informações prestadas. Entenda seu problema e busque a solução junto a um profissional de sua confiança.
Este site pertence ao Google que pode coletar informações sobre quem o acessa como sua localização, tempo que ficou no site e em cada página visitada, o que pesquisou. Essas informações visam direcionar os assuntos para o que as pessoas mais procuram. Não deixe de visitar a página de privacidade e saber mais sobre como tratamos seus dados.

Comentários e dúvidas serão respondidas dentro de 48h e o email fica a disposição caso não houver retorno
Email: mcamini150@gmail.com

POLITICA DE COOKIES

Este site usa cookies e armazena dados como endereço do IP e localização para fins de melhorar o conteúdo específico e a visitação.Em respeito aos leitores não armazeno dados pessoais. PROSSIGA SOMENTE SE VOCÊ CONCORDAR.
Maiores informações acesse POLITICA DE PRIVACIDADE.