IR – SINAL PAGO E RENDA TRIBUTADA NA RESCISÃO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS


IR – SINAL PAGO E RENDA TRIBUTADA NA RESCISÃO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS

Conceito

Na compra e venda de imóveis o sinal pago pelo comprador ao vendedor também chamado de “arras” e legalmente determinado pelo Código Civil vigente, artigo 418 , indeniza a parte prejudicada caso venha a ocorrer o arrependimento pelo negocio proposto e a consequente rescisão contratual.

As arras determinam que se o comprador se arrepende do negócio perde o sinal pago ao vendedor e se o vendedor se arrepende do negócio devolve em dobro o sinal recebido do comprador. 

Tributação

O Arras na rescisão será considerado renda tributada e, portanto sujeita a carnê-leão nas seguintes situações.

André promete vender seu imóvel ao comprador Luis que paga um sinal de 50 mil reais.

Situação 1 – O comprador Luis desiste do negócio e perde o sinal pago e 50 mil reais para o vendedor a titulo de indenização pelo arrependimento do negócio.
Nesta situação o vendedor Paulo fica com o sinal de 50 mil reais e deverá lançar o valor recebido no carnê-leão como renda tributada. O sinal deixa de ser parte integrante do pagamento do imóvel e se transforma em valor de indenização.

Situação 2 – O vendedor Paulo desiste do negócio e conforme a legislação deve devolver em dobro o sinal recebido isto é, indenizar o comprador devolvendo os 50 mil reais pagos a titulo de sinal e mais 50 mil reais de indenização.
Nesta situação Luis receberá 100 mil reais, 50 mil referente ao sinal pago ao vendedor que não será lançado como tributado por tratar-se de devolução, pois era um valor que já pertencia ao comprador e 50 mil reais de indenização que será tributado e lançado no carnê-leão.

Estranhar a diferença de valores nas arras é muito comum. Ocorre que em caso de desistência quem perde é quem deu o sinal. Passados 30 dias ou mais do pagamento do sinal e a rescisão do contrato, o vendedor já usufruiu dos valores recebidos assim sendo já remunerado, no entretanto o comprador terá devolvido apenas o que pagou que poderia estar aplicado em algo rentável.

O lançamento no carnê-Leão se dará no mês da rescisão contratual.


 Fonte: Receita federal do Brasil/perguntão

ATUALIZADO EM 2016

Comentários

  1. Olá, fiz um contrato de compra em um imóvel,onde quem assinou foi uma procuradora,antes do imóvel ficar pronto o proprietário brigou com a procuradora e cancelou a procuração.
    O proprietário sempre teve bom censo,ja a procuradora entrou na justiça e bloqueou o bem. O proprietário me autorizou a entrada no imóvel até que a justiça resolva o desbloqueio,e so depoia disto eu pagaria o valor que resta.
    A minha preocupação é que tenho que declarar meu imposto de renda e o dinheiro para a compra desse imóvel foi proveniente da venda de uma casa no valor de 600 mil,onde eu fiquei com 350 e o meu ex com 250,mas como não somos separados judicialmente seria como se o valor fosse do casal,ele já comprou um imóvel com a parte dele, eu paguei 130 de sinal e falta o restante, como posso fazer para não ter problemas com a receita?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. no imposto de renda irá declarar em Bens e direitos a compra do imóvel por contrato particular com pagamento de sinal, os dados da procuradora, do proprietário, valor negociado, data da compra e o fato de estar subjudice. Em situação em 2016 vais colocar apenas o valor pago e situação em 2015 deixa zerado.

      Quanto a usar o valor para comprar somente terá isenção os valores que foram pagos até fechar 180 dias da venda da casa. o que for pago depois terá tributação e aí terá que entrar em acordo com o vendedor que deu causa ao cancelamento da procuração. Para não ter problemas tem que efetuar a quitação antes dos 180 dias da venda.
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Os assuntos relativos ao Ramo Imobiliário envolvem legislação geral, legislação especial, prática no mercado, decisões judiciais, jurisprudência dos tribunais e análise especifica de cada situação que em cada estado do Brasil pode ser diferente e com o tempo vai se modificando e aqui não podem abranger 100% do que você precisa saber. NUNCA utilize o que for publicado como solução definitiva. Aqui você encontra um caminho para entender um pouco sobre imóveis. Não nos responsabilizamos pelo uso indevido das informações prestadas. Entenda seu problema e busque a solução junto a um profissional de sua confiança.
Este site pertence ao Google que pode coletar informações sobre quem o acessa como sua localização, tempo que ficou no site e em cada página visitada, o que pesquisou. Essas informações visam direcionar os assuntos para o que as pessoas mais procuram. Não deixe de visitar a página de privacidade e saber mais sobre como tratamos seus dados.

Comentários e dúvidas serão respondidas dentro de 48h e o email fica a disposição caso não houver retorno
Email: mcamini150@gmail.com

POLITICA DE COOKIES

Este site usa cookies e armazena dados como endereço do IP e localização para fins de melhorar o conteúdo específico e a visitação.Em respeito aos leitores não armazeno dados pessoais. PROSSIGA SOMENTE SE VOCÊ CONCORDAR.
Maiores informações acesse POLITICA DE PRIVACIDADE.