O MOFO EM IMÓVEIS LOCADOS


Foto imagem de um cômodo de imóvel locado que mostra o bolor formado pelo mofo nas paredes a partir do piso.

Residi por 18 anos em uma imóvel alugado que, principalmente no inverno, não recebia nada de sol causando mofo constante nas paredes, móveis, objeto guardados muito tempo. Cabe aqui algumas considerações a respeito o qual posso falar com conhecimento de causa. É importante que os locatários saibam identifica o tipo de mofo e como agir.

Cada cidade tem suas peculiaridades. Algumas onde o clima é muito seco, outras onde o clima é mais úmido como o Rio Grande do Sul por exemplo. Normalmente cidades que tem rio são cidades mais úmidas e o mofo no inverno é mais constante. Não quer dizer que não tenhamos umidade no calor. 

👍Quando compramos um imóvel a quantidade de sol no imóvel é um dos itens mais perguntados e que coloca preço no mesmo. 
👎Quando é imóvel alugado o preço é o item mais importante e muitos relevam a quantidade de sol que o imóvel recebe.

Todo o imóvel localizado em cidade onde o inverno é rigoroso, chuvoso e  muito úmido, esta sujeito a apresentar mofo. Quando este imóvel tem suas aberturas voltadas para o lado Sul da cidade o problema pode se agravar exigindo do morador um cuidado especial. Este é um dos principais defeitos de um imóvel com sua face para o Sul, mas nada que não possa ser resolvido ou que o torne inabitável. 

O mofo surge do excesso de umidade, basta alguns dia para que manchas escuras comecem a aparecer. Começam com pequenos pontinhos que vão se juntando e quando se percebe está instalado. Muitos locatários não percebem quando possuem móveis encostados. É provocado pelo clima, pela característica da cidade. A solução deve ser do inquilino com adequada manutenção e limpeza do imóvel.

📌Situações em que o locador deve resolver o mofo após ser imediatamente notificado.

👉bolor e mofo verde no teto proveniente do telhado.
👉infiltração de canos vindo de dentro das paredes.
👉paredes molhadas em cômodos de divisa com vizinho.
👉mofo proveniente do solo constatado que o mesmo não foi impermeabilizado.

📌Situações que o problema do mofo deve ser resolvido pelo locatário.

👉imóvel que não recebe sol em cidades úmidas.
👉imóvel voltado para o lado sul que recebe pouco ou nenhum sol.
👉imóvel que fica o dia todo fechado mesmo recebendo sol.
👉imóvel pouco ventilado.
👉telhado e calhas que não recebem manutenção do inquilino.

😡O que fazer quando o imóvel começar a mofar?
A primeira providencia é identificar a origem do problema. Quem deve fazer isso é um profissional qualificado e apto a fornecer ao locatário um laudo escrito. Identificada a causa e com o laudo técnico em mãos, caso seja  responsabilidade do locador e este não resolver, o laudo será obrigatório para desocupar o imóvel e buscar a justiça. 

👎A justiça tem se posicionado levando em conta que quanto mais o locatário permanecer no imóvel, menos condições terá de alegar que o mesmo se tornou inabitável. É sabido que o excesso de umidade e mofo podem provocar problemas de saúde, mas nem sempre é aceito como motivo para isentar da multa na desocupação. Somente quando fica comprovado pelo locatário que o problema é estrutural, o locador foi comunicado e não resolveu obrigando a imediata desocupação, é que se consegue obter sucesso em uma ação judicial.

Concluindo, fique atento ao seu imóvel, mantenha ventilado. Hoje temos produtos que auxiliam neste tipo de problema quando for manutenção e em caso de algo que identifique um problema maior, chame um profissional que possa dar embasamento em uma possivel desocupação do imóvel. Além dos problemas de saúde que podem causar, a demora na solução agrava o problema.

Comentários

  1. Olá Maria tudo bem! peço desculpas por estar entrando em contato com você por aqui, acabei me esquecendo de marcar seu e-mail estou precisando da sua ajuda, arrumei um estágio na MRV engenharia fiquei até feliz porque vou ser treinado e remunerado "claro se vender" mais o problema é que tenho que me desprender do meu atual trabalho gostaria muito dá sua ajuda, uma opinião de alguém realmente experiente fiquei muito interessado após a entrevista mais ao mesmo tempo a pergunta de alguém sem nenhuma experiência será que vou vender mesmo e garantir o meu no fim do mês
    Desde já agradeço e me despeço
    Ass:Rodrigo

    ResponderExcluir
  2. Oi Rodrigo.
    a resposta que você quer não posso te dar. É uma profissão muito dificil.
    conheço pelo menos 20 corretores novos e somente 01 vendeu antes de 6 meses.Essa resposta vai depender do teu empenho, conhecimento e trabalho, muito trabalho.Hoje até esta mais fácil devido a oferta e procura mas mesmo assim não é tão fácil quanto parece.
    abraços

    ResponderExcluir
  3. ol'a Maria! td bem?
    Desculpe-me tambem por estar entrando em contato por aqui! vc teria como me passar seu email para que eu possa sanar umas duvidas?! preciso muito de ajuda de alguem e n sei pra onde correr nem pra onde ir. POr favor!
    Obirgada!
    Meu email 'e cris.tesima@gmail.com poderia me enviar um email?
    Obrigada

    bijuks

    ResponderExcluir
  4. Olá, cheguei até aqui através do yahoo respostas, aquela que você deu no http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20081124082259AAESO5T

    É contrária ao nosso ordenamento jurídico, pois a importância cobrada pelo Cartório para preenchimento de uma guia de ITBI contraria o art. 7º, inc. II, da Lei nº 15.424/2004 (Lei de Emolumentos do Estado de Minas Gerais).

    ResponderExcluir
  5. Prezados,

    Já existe tecnologia para elminar mofo,bacterias e fungos,acaros.

    Deem uma olhada www.supersan.com.br

    Grato !

    ResponderExcluir
  6. Oi Rodrigo, obrigada pela indicação, visitarei o site com certeza. Fica cada vez mais fácil manter um imóvel hoje em dia com as facilidades que aparecem.
    abraços

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    O proprietário pretenda abrir uma janela na casa alugada para resolver o problema de mofo, porém a janela a ser aberta é para o lado do mato, gostaria de saber se ele pode seguir dessa forma, mesmo sem nosso consentimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, a posse está com você por contrato e portanto o locador não pode fazer modificações no imóvel e entrar nele sem sua autorização. O que ocorre é que essa janela trata luz e ventilação o que ajudará a resolver o problema do mofo. A janela pode ser gradeada trazendo segurança. Você decide. Sem luz e ventilação o cômodo precisará de manutenção semanal por você para controlar a formação do mofo.
      Abraços

      Excluir
  8. Olá, e se o mofo for proveniente de parede úmida devido a desgaste de rejunte no banheiro? quem paga? Locador ou locatário?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Regina,
      É do locatário no uso do imóvel o dever de manutenção. O rejunte deve ser feito pelo locatário por se tratar de reparo de pequeno valor e ser manutenção. Vedada a parede a umidade desaparece. Abraços

      Excluir
  9. Estou com meu guarda roupa mofado por conta de infiltração da parede do quarto quem fica com o prejuízo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mofo é manutenção e portanto quando o imóvel aparece mofado é preciso verificar o que esta ocorrendo. Se a infiltração é proveniente de encanamento dentro da parede vinda da cozinha ou banheiro você tem que imediatamente por escrito comunicar o proprietário para que resolva o problema pois é obrigação dele substituir canos internos. Se a infiltração vem do telhado a limpeza e desobstrução de calhas é manutenção do imóvel e sua obrigação. Se as calhas entopem provocam infiltração pois a água não desce livremente. Nesse caso você resolve. Se for problema estrutural do telhado então o locador deve resolver.
      Cabe lembrar que qualquer problema no imóvel você tem que comunicar imediatamente sob pena de arcar com os custos do reparo se o problema aumentar por falto do aviso ao locador.
      Na dúvida, chame o locador para fazer a verificação e te indenizar.
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Os assuntos relativos ao Ramo Imobiliário envolvem legislação geral, legislação especial, prática no mercado, decisões judiciais, jurisprudência dos tribunais e análise especifica de cada situação que em cada estado do Brasil pode ser diferente e com o tempo vai se modificando e aqui não podem abranger 100% do que você precisa saber. NUNCA utilize o que for publicado como solução definitiva. Aqui você encontra um caminho para entender um pouco sobre imóveis. Não nos responsabilizamos pelo uso indevido das informações prestadas. Entenda seu problema e busque a solução junto a um profissional de sua confiança.
Este site pertence ao Google que pode coletar informações sobre quem o acessa como sua localização, tempo que ficou no site e em cada página visitada, o que pesquisou. Essas informações visam direcionar os assuntos para o que as pessoas mais procuram. Não deixe de visitar a página de privacidade e saber mais sobre como tratamos seus dados.

Comentários e dúvidas serão respondidas dentro de 48h e o email fica a disposição caso não houver retorno
Email: mcamini150@gmail.com

POLITICA DE COOKIES

Este site usa cookies e armazena dados como endereço do IP e localização para fins de melhorar o conteúdo específico e a visitação.Em respeito aos leitores não armazeno dados pessoais. PROSSIGA SOMENTE SE VOCÊ CONCORDAR.
Maiores informações acesse POLITICA DE PRIVACIDADE.