VISITA AO IMÓVEL LOCADO

Atualizado em 2018
VISITA AO IMÓVEL LOCADO

VISITA A IMÓVEL LOCADO

Todo negócio possui riscos e para o locatário a possibilidade de durante o contrato o proprietário colocar o imóvel a venda é o principal problema, porque não se pode impedir a visita ao imóvel locado pelos interessados.



A lei determina que o proprietário do imóvel possa a qualquer tempo coloca-lo a venda, não sem antes oferece-lo ao locatário e esse direito por vezes causa transtornos porque, em regra, este loca o imóvel  com a pretensão de cumprir o tempo do contrato.

Após comunicação escrita informando a venda e oferecendo ao locatário a preferência na compra, não estando este interessado, o locador estará livre para anunciar e as partes deverão definir dia e hora de visitas.

O locatário não pode se negar a permitir visitas ao imóvel locado impedindo ou dificultando sua venda, sendo considerado infração legal impedir ou dificultar que o proprietário mostre o imóvel .

Pode o locatário estabelecer dias e horários em conformidade com seu tempo livre exigindo por questões de segurança identificação antecipada e acompanhamento de corretor de imóveis, proprietário ou pessoa autorizada por este. 

O locatário reservando-se o direito de privacidade pode impedir fotos do imóvel para publicidade em sites e anúncios, salvo aquelas que não exponham seus bens pessoais como por exemplo, vista da sacada/janela, garagens vazias, área de serviço, sacadas, banheiros e toda a área social do condomínio e fachada.

Não pode o proprietário exigir que o locatário deixe o imóvel durante a visita ao imóvel locado e convém a este que não interfira na visitação expondo opiniões, apontando defeitos do imóvel ou tentando de alguma forma atrapalhar o negócio, salvo se previamente combinado a livre opinião ao interessado,

Visando o resguardo de sua privacidade, bens e do bom andamento do contrato, pode o locatário mesmo não sendo usual esta prática, por escrito, comunicar o proprietário das condições exigidas para a visita ao imóvel locado. Abaixo um modelo adaptável exemplifica como pode ser esta comunicação.

COMUNICAÇÃO DE VISITAS AO IMÓVEL LOCADO


Ilmo Sr. (responsável pelo setor de vendas)

Assunto: VSITAS AO IMÓVEL LOCADO

Rem. (nome do locatário)

Prezado (a) Senhor (a)

Na qualidade de locatário do imóvel sito a Rua (av.) __________________, Nº _____, cidade, estado, legalmente com a posse deste durante a vigência de contrato de locação assinado com (Nome do Proprietário e imobiliária) com inicio em _______ (data completa) e término em (data completo) e sem interesse em utilizar meu direito de preferência na compra, venho informar o que segue:

- Somente serão permitidas fotos da vista, sacadas, área de serviço, cozinha, banhos e garagens, bem como condomínio e fachada (sem os carros).

- Não serão permitidas fotos que identifiquem qualquer objeto pessoal bem como meus móveis, automóveis e pessoas.

- O imóvel estará aberto para visitação nos dias da semana ____ (descreva os dias da semana) e horário ______ (informe o inicio e fim do horário ou turno). Em hipótese alguma será visitado fora do horário e dia estabelecido.

- A visitação obrigatoriamente será feita com acompanhamento de corretor de imóvel devidamente autorizado pela imobiliária antecipadamente e com carteira de identificação ou com acompanhamento do proprietário.

- Em hipótese alguma será permitida visitação sem acompanhamento ou com acompanhamento de pessoa não autorizada. 

- O telefone para contato é _______ (coloque somente seu celular e o fixo residencial).

Ciente de meus direitos e cumprindo com os deveres de locatário fica justo a comunicado .

Data

Assinatura locatário e CPF

Assinatura e carimbo imobiliária ou locador na segunda via que fica com você


Este tipo de notificação é incomum mas, nos dias de hoje em que temos a forma eletrônica como meio de comunicação, deveria ser utilizada sempre pelo locatário como medida de segurança. Desde que com retorno de recebimento por pessoa identificada, as mensagens de celular bem como aplicativos como Whatsapp, podem ser utilizados e fazem prova das comunicações e acordos nas situações em que a lei não exija outra forma.

Comentários

  1. Essas visitas tem que ser obrigatoriamente no horário COMERCIAL??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eneida. De preferência, mas se você trabalha deve haver um acordo para visitação no final de semana ou outro horário visto que não pode atrapalhar teu serviço.

      Excluir
  2. Sou proprietária e gostaria de saber se existe alguma carta de aceite, mesmo sendo lei, do inquilino a respeito das visitas. É só uma forma de me precaver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eneida Feitosa. Não, isso deve ser acordado quando você resolver vender. Na carta de preferência de compra você pode colocar que se não houver interesse na aquisição o inquilino ao responder a carta deverá indicar o turno e dias bem como telefone de contato para visitas. Se ele impedir ou dificultar as visitas é infração legal sujeito a despejo por liminar e inclusive perdas e danos caso você venha a perder a venda.
      No contrato só colocamos que o mesmo é obrigado a permitir visitas conforme autoriza o artigo e a lei específicos.
      Abraços

      Excluir
  3. Como inquilino me preocupo com duas coisas, o risco de infecção pelo covid19 e o roubo de pertences ou até um assalto por parte dos visitantes. Prefiro entregar o imóvel a correr esses riscos. Como posso proceder nesse caso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, desculpe, mas estes riscos você terá em qualquer lugar seja no bairro de classe alta, seja no bairro de classe baixa. é direito de todo locador vender seu imóvel a qualquer tempo e você não pode impedir. O que ocorre é que não é você quem recebe os interessados no imóvel. Você apenas tem que estar em casa ou deixar alguém para abrir a porta. O interessado somente entrará no imóvel acompanhado do proprietário ou de um Corretor de imóveis previamente identificado que antecipadamente marcará a visita.
      Agora em época de Covid você pode suspender as visitas, não és obrigado a receber pessoas estranhas pelo risco de contagio e o locador tem que entender. Também não és obrigado a receber interessados sem que estejam acompanhados do proprietário ou pessoa autorizada por este. Tem proprietário que liga para o inquilino e pede para ele abrir o imóvel porque a pessoa X vai visitar. Nesse caso, se recusa a visita porque o proprietário não vem junto. Sozinho, ninguém visita teu imóvel, justamente para tua segurança. converse com o locador e explique que está em casa trancado se preservando do vírus e não deseja disponibilizar o imóvel para visita. É teu direito e nenhum juiz irá te punir por isso.
      se deseja desocupar o locador irá te cobrar a multa do contrato. Nada impede de negociares a rescisão com isenção por escrito da multa, se ele concordar tudo bem.
      Abraços
      Abraços

      Excluir
  4. Olá Maria Ângela, estou angariando um apartamento, no qual o proprietário quer anunciar a Venda e Locação, ao mesmo tempo, caso a locação ocorra antes o anuncio de venda irá permanecer, porém a minha dúvida é que o locatário já entrará ciente que o imóvel esta com anúncio de venda, o que pode ocorrer a qualquer tempo, e aí ele entra hoje e daqui 30 dias o imóvel é vendido ele não aceita a opção de compra deixando livre o proprietário para oferecer ao outro interessado, o locatário terá o prazo de 30 dias pra sair, é isso ok.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana, não o locatário não terá 30 dias para sair. A locação continua em andamento até o imóvel ser vendido e somente o comprador poderá denunciar o contrato concedendo 90 dias para a locatária sair. Você locadora não poderá pedir a desocupação e deverá acordar com a locatária já no contrato de locação que em caso de venda ela concorda em disponibilizar dois turnos na semana para visitas em caso de não desejar comprar o imóvel. .Abraços

      Excluir
  5. Boa tarde, caso o locador queira reincidir o contrato pq vendeu. Ele tem q pagar multa igual ao locatário ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, se o contrato está em andamento o locador não pode rescindir o contrato. A multa só é valida para o locatário que tem o direito de desocupar durante o contrato. Quem pede a desocupação é o adquirente após ter o registro imobiliário e a obrigação é dar ,90 dias para sair. Como o adquirente é pessoa estranha ao contrato não há multa a pagar.
      Abraços

      Excluir
  6. Boa tarde.

    O locatário declinou da preferência de compra e vai desocupar o imóvel em 30 dias.
    Ele pode proibir a fixação de placa de venda no imóvel enquanto ainda estiver ocupando-o?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gouveia, o locatário não pode impedir a colocação de placa e visitas porém estamos em situação de Covid 19 onde visitas ao imóvel geram risco aos seus ocupantes. Não convém criar caso com o locatário já que ele optou por desocupar, provavelmente por conta das visitas. O melhor é aguardar a desocupação porque em conflito se terá que recorrer a justiça.
      Abraços

      Excluir
  7. Boa tarde
    Meu imóvel está alugado, enviei a carta de preferência, a qual não foi respondida acredito que dessa forma é considerado o desinteresse do inquilino, o imóvel foi vendido, agora preciso dar o tempo de 90 dias para a desocupação? No contrato coloquei 12 meses, após não teria multa para ambos, eu posso estar pedindo o imóvel?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. A desocupação após 12 meses sem multa só vale para o inquilino. A lei não concede a você este direito de pedir a desocupação para casos de contratos por prazo menor que 30 meses. Você não pode pedir a desocupação. O comprador poderá pedir a desocupação vc o cedendo 90 DIAS para o inquilino entregar as chaves. O aluguel é pago só comprador a título de indenização pelo uso.
      Lei 8.245/91 art. 8
      Quanto a notificação se passou 30 dias caducou.
      Abraços

      Excluir
  8. Olá, gostaria de saber se há alguma cláusula referente a isto para procurar meus direitos, pois a inquilina já assinou o documento que não tem interesse na compra.

    "O locatário não pode se negar a permitir visitas ao imóvel locado impedindo ou dificultando sua venda, sendo considerado infração legal impedir ou dificultar que o proprietário mostre o imóvel."

    Pois desde julho/20, a inquilina está impedindo a visitação do imóvel, e na imobiliária que está, é difícil a comunicação...

    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, temos uma questão de saúde no país e a Pandemia se sobresai sobre qualquer outra situação que venha a colocar em risco terceiros. Não é uma questão do que eu acho sobre o isolamento e o que a outra pessoa acha e sim, o direito que a pessoa tem de se proteger. Pessoas de grupo de risco que durante este tempo puderam se isolar não vão aceitar se expor. Neste caso de venda do imóvel deve haver bom senso. A imobiliária nada pode fazer. A solução é entre você e ela. Se ela pertencer ao grupo de risco não vai liberar as visitas e isso irá te forçar a acionar a justiça para cumprir a lei. Ocorre que, como disse, temos uma situação de saúde e o juiz pode entender que ela tem razão, sem contar a demora de um processo deste tipo.
      Recomendo negociação com ela inclusive liberando a mesma de cumprir o resto do contrato e da reforma de entrega e multa se ela aceitar desocupar o imóvel. É difícil porque implica em sair de casa, mudança etc. Uma visitação dois dias por semana com hora previamente acordada. Enfim negociem. É uma excessão e não há um posicionamento da justiça. Se a lei impediu o despejo por liminar até 31 de outubro, isso será usado em relação a visitas.
      Abraços

      Excluir
  9. Ola!

    Alugo um imóvel em Camburi que se iniciou em 11/12/2019 e terminará em 12/12/2020.

    Recebi a tal carta de preferência; mas mesmo tendo interesse em comprar não respondi pois não sabia de sua importância e não tinha certeza ainda se meu financiamento seria aprovado.

    Recebi uma notificação hoje que preciso desocupar o imóvel até 30/11/20; mesmo o contrato sendo até dia 09/12/2020.

    Isso está dentro da lei?
    Também soube que o imóvel que loco foi visitado inúmeras vezes com a permissão do Zelador que tinha uma cópia da chave do meu apartamento. Nunca foi agendada nenhuma visita comigo.

    Como devo proceder?

    Obrigada

    ResponderExcluir
  10. Olá, aluguei um apartamento com mais uma pessoa, na capital. O local está à venda, recebendo visitas porque a outra pessoa está lá para atender. Porém o meu quarto está trancado e atualmente estou no interior por conta da pandemia, a imobiliária quer ver este meu quarto, mas não quero me expor e voltar este ano para a capital. Como devo proceder, mesmo que a visita do apartamento está livre, mas apenas um cômodo está fechado.

    Obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Completo absurdo entrarem no imóvel sem tua autorização. Isso é invasão de domicílio. Sempre se troca o miolo da fechadura ou o código de acesso quando recebes as chaves. Faça isso e não permita mais que entrem no imóvel.
      Quanto a desocupar, teu contrato é de 22 meses e tens direito a renovação automática por até 5 anos de locação. O locador não pode pedir o imóvel para venda. O comprador sim poderá pedir a desocupação e te dar 90 dias.
      Informe o locador que exercerá teu direito de renovação automática conforme o artigo 47 da lei 8.245/91 e troque o segredo. Se algo sumir da tua casa, o zelador responde por ter entrado no imóvel sem teu consentimento.
      Se deseja comprar fale com o locador e vá atrás de saber se consegue financiamento.
      Ninguém está acima da lei. Na dúvida procure um advogado.
      Abraços

      Excluir
  11. Olá! Vi algumas perguntas aqui e, baseada no que já li, gostaria de saber se mesmo em época de pandemia eu com duas crianças pequenas tenho a obrigação de deixar entrar pessoas estranhas dentro do apartamento. Tenho a intenção de deixar o imóvel alugado em dezembro, mas avisei com quase dois meses antes minha intenção de sair. Poderia me ajudar, por favor?


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, continua valendo o bom senso entre as partes. Se vocês estão recolhidos por conta do Covid não tem como receber visitantes e eu entendo que não seria situação de infração da parte do inquilino se recusar a receber visitas, mas judicialmente quem decide é o Juiz. Se vocês seguem a vida normal com os filhos na escola/creche e ambos trabalhando o recebimento de visitas agendadas previamente e que não vão usar o imóvel ou permanecer muito tempo no mesmo é possivel. Você decide.
      Abraços

      Excluir
  12. Durante o prazo (30 dias) da notificação de preferência de compra dado ao locatário (sem que ele tenha respondido), pode o locador visitar o imóvel com pessoa interessada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, não. O prazo de preferência deve se esgotar para que você acorde por escrito com o lcoatário a forma de visitação, usando do bom senso em relação a pandemia. O ideal é acordar dois dias na semana e o turno de visitação e uma única pessoa acompanhando os visitantes. o locatário escolhe dias e turno e pode exigir o uso de máscara, que não toquem ou sentem em qualquer ambiente da casa, a devida higienização para entrar no imóvel e a visita rápida.
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Se o seu comentário não for respondido em 48 horas, envie um Email pois posso não ter recebido a notificação de que foi postado. Os assuntos aqui tratados são amplos e podem sofrer alterações de acordo com cada caso, os modelos são básicos. Não os utilize como definitivo, como uma consulta ou solução, o ramo imobiliário é amplo e com várias situações para um mesmo tema. As postagens são um "norte" para buscares a solução.

Procure sempre um profissional da área imobiliária, seu entendimento na maioria das vezes pode não estar correto.

PARA: mcamini150@gmail.com

POLITICA DE COOKIES

Este site usa cookies e armazena dados como endereço do IP e localização para fins de melhorar o conteúdo específico e a visitação.Em respeito aos leitores não armazeno dados pessoais. PROSSIGA SOMENTE SE VOCÊ CONCORDAR. Maiores informações acesse POLITICA DE PRIVACIDADE.