/>

01/06/15

ITBI 2015 – CACHOEIRINHA – RS



1 - Base de calculo
Valor venal do imóvel calculado pelo fiscal fazendário com base no preço de mercado e/ou valor declarado pelo contribuinte, o que for maior.

2 – Prazos de validade da guia do ITBI
2.1 – Para receber a guia de pagamento: 05 dias úteis contados da entrega do requerimento na Fazenda Municipal.
2.2 – Para quitar a guia do ITBI: 60 dias contados da data da emissão da guia. Após deverá ser solicitado nova guia com nova estimativa fiscal.
Obs: o imposto obrigatoriamente tem que ser pago antes da escritura pública.

3 – Aliquota
I nos financiamentos:

a) do Sistema Financeiro da Habitação e nos demais programas governamentais de habitação e sobre o valor efetivamente financiado: 1,5 %;
b) com prazo para pagamento igual ou superior a 10 (dez) anos, sobre o valor efetivamente financiado e/ou consorciado: 2,5 %

II nas aquisições de imóveis através de consórcios: 2,5%

III nas aquisições de imóveis por instituições financeiras publicas, destinados a implantação de conjuntos residenciais para arrendamento com opção de compra: 1,5%.

IV nas transmissões de imóveis decorrentes de Regularização Fundiária promovida pelo Município: 1,5%.

V nas transmissões de imóveis que integram o patrimônio publico da administração direta e indireta, ou de imóveis por esses financiados: 1,5%.

VI nos casos em que envolva valores não decorrentes de financiamento e/ou consorcio e nas demais transmissões: 3%
§ 1o. Na adjudicação do imóvel pelo credor hipotecário ou a sua arrematação por terceiro, a transação esta sujeita a alíquota prevista no inciso V, mesmo que o bem tenha sido adquirido antes da adjudicação, com financiamento do Sistema Financeiro de Habitação.
§ 2o. Também se considera como valor efetivamente financiado, para fins de aplicação da alíquota prevista no inciso I, letra a, o valor do Fundo de Garantia por
Tempo de Serviço liberado para aquisição do imóvel.
§ 3o. Na hipotese de incidência das alíquotas previstas nos incisos I, letra a, e
incisos II, IV e V, deste artigo, se o comprador comprovar ser pessoa de baixa renda,
nos termos da Lei de Diretrizes Orçamentárias editada pelo Município e em vigor na
época do contrato, as alíquotas serão reduzidas para 0,5% (meio por cento). (Art. 165 e §§ 1o a 3o com redação dada pela Lei Complementar no 39/2012)

4 – Parcelamento
Permitido em até 10 vezes mediante cofissão de divida. Consultar legislação

 5 – Preencher a guia e legislação



4 comentários:

  1. boa noite. pergunto se não houve uma decisão do STF no sentido de que não poderia ser exigido o pagamento do ITBI como condição para realizar a escritura pública.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. até o presente momento não existe qualquer tido de decisão do STF ou qualquer outro colegiado sobre o assunto. O pagamento do ITBI continua sendo exigência para fazer a escritura pública conforme a legislação municipal vigente. abraços

      Excluir
    2. Olá Elisângela, fiquei na dúvida, pois achei esse site https://tributarionosbastidores.wordpress.com/2012/10/10/itbi/. Abraços.

      Excluir
    3. Desculpe, Maria Angela.

      Excluir

Meu Blog é democrático e criticas só virão a aperfeiçoar seu conteúdo. Fique a vontade para criticar, elogiar, sugerir ou implorar, eh,he,he.
Criticas ofensivas serão apagadas, criticas construtivas serão mantidas,
Se teu comentário não for respondido em 24 horas, envie um Email pois posso não ter recebido a notificação de que foi postado.

DÊ PREFERÊNCIA EM ME ENVIAR UM EMAIL

EMAIL: mcamini150@gmail.com