COBRANÇA JUDICIAL DO ALUGUEL – PRESCRIÇÃO

COBRANÇA JUDICIAL DO ALUGUEL – PRESCRIÇÃO

Legislação

Código Civil 2002 artigo 206 – parágrafo 3º; inciso I

... Prescreve em 03 anos (três anos) a pretensão relativa a aluguéis de prédios urbanos ou rústicos

Conceito

É comum as pessoas pensarem que uma divida prescreve após 10 anos. A regra geral até faz esta determinação, mas existem vários prazos diferenciados conforme a divida que deverá ser cobrada então sempre verifiquem qual o prazo na legislação atualizada. Em época de Internet fica fácil achar a legislação.

O fato de o prazo de cobrança estar prescrito não impede o credor de entrar com a ação judicial cobrando o devedor. Este por sua vez poderá se negar a pagar alegando a prescrição ou concordar em pagar reconhecendo que deve e  por ser pessoa de boa fé efetuar a quitação.


Cobrança dos aluguéis

Conforme a legislação informada no inicio desta postagem, em plena vigência, o locador tem o direito de judicialmente requerer o pagamento dos aluguéis devidos pelo inquilino que tenha desocupado o imóvel deixando dividas relativas à locação e para isso a lei determina um prazo de 03 anos para que esta divida seja cobrada.

O prazo começa a contar a partir do vencimento do primeiro aluguel não pago pelo Locatário. O vencimento é a data que constar no DOC de pagamento não efetuado ou contrato escrito.

Atenção: após o Locador dar inicio a ação judicial, a prescrição deixa de existir independente do tempo que durar o processo judicial. Alguns devedores acreditam que se o processo durar mais de 03 anos poderão pedir prescrição, ledo engano. Se o processo durar 10 anos ainda estará valendo a cobrança. Alguns devedores se escondem para evitar serem citados deixando a ação correr a revelia acreditando que com 03 anos poderão extinguir a cobrança o que não ocorre.

Dividas referentes a locação podem ser cobrados através do Juizado Especial (inciso III do art. 3o. da Lei 9099/95) desde que o valor cobrado fique dentro do valor máximo que este juizado permite seja cobrado. Se for além do permitido ou o Locador deverá entrar na justiça comum ou abrir mão do valor excedente.
Valor máximo é de 40 salários mínimo NACIONAL.
Até 20 salário mínimo não precisa advogado.
Entre 20 e 40 salário mínimo será preciso advogado acompanhando o locador
No Juizado Especial a parte tem que comparecer as audiências não podendo ser representada somente pelo advogado.

Na prática o ideal é cobrar imediatamente para não perder o contato com o devedor ficando assim impossibilitado de localizá-lo o que custaria mais trabalho a mais caro para pela via oficial notificá-lo.

Para entrar com a ação no Juizado Especial será necessário apresentar uma planilha de calculo. No site “calculo exato” há disponível uma planilha para uso gratuito. Também apresente seus documentos pessoais e o contrato de locação ou qualquer documento que prove que existia entre vocês uma locação verbal.

Há casos em que o Locador ajuíza ação de cobrança na justiça comum e depois ao descobrir que o Juizado Especial é mais rápido, resolver entrar neste juizado com a mesma cobrança. Neste caso temos a mesma divida sendo cobrada em dois juizados diferente. O locatário deve ficar atento para apresentar prova de que já existe ação de cobrança na justiça comum e assim extinguir esta que esta sendo proposta. Isso ocorre mesmo quando há acordo de pagamento em frente ao juiz descumprido pelo devedor. Já existindo uma ação não pode o locador pelo mesmo motivo propor a mesma ação em outro Juizado.


Salário mínimo nacional vigente em 2017 : R$ 937,00


ATUALIZADO EM 2017

Comentários

  1. Posso fazer alguma pergunta referente ao assunto desta postagem?
    itacir.antonio@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Itacir, pode sim, se preferir podes usar o Email no fim da página

      Excluir
  2. Olá, Saudações!!!
    Gostaria de uma orientação sobre prescrição de dívida Imobiliaria.

    Meu pai comprou um imóvel pela caixa no ano de 2002,pagou a primeira prestação e morreu ..Negaram a cobertura de seguro alegando pré existência de doença e o processo ficou parado.
    Desde então ,nunca executam a divida,e são 13 anos sem movimento por parte da caixa.
    A divida é 100%em nome do meu pai.
    Neste caso eu não sei nem o que pensar ,pq meu pai não é inadimplente, porque morreu,e nem eu porque a divida náo é minha.A questão ficou no ar.
    Será que neste caso a prescrição pode ser trabalhada??O banco tem direito de executar a hipoteca do imóvel,mesmo passado quase 14 anos???
    Agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Stefane Guimarães.
      È uma questão especifica para um advogado te responder.
      o que posso te dizer é que a divida é 100% em nome de teu pai até ele falecer, depois é de responsabilidade dos herdeiros paga-la pois com o falecimento de teu pai o imóvel se transferiu para os herdeiros pagarem e foram os herdeiros que entraram com o processo não teu pai que já era falecido. deviam todos estes anos terem depositado em juízo as parcelas do financiamento ou então passado o imóvel adiante. Se entraram com o processo é porque aceitaram a herança. No meu entendimento se perderem a causa vão ter que pagar os atrasados ou vão perder o imóvel. nãos ei que garantia foi utilizada, alienação fidiuciaria ou hipoteca. De qualquer forma precisam orientação de um advogado. abraços

      Excluir
  3. Boa tarde, aluguei um imóvel fiquei 2 anos lá ainda falta 5 meses para acabar o contrato e eu não tenho mais condições de ficar na casa pois o aluguel subiu muito, não tenho nenhuma conta em aberto e nenhum aluguel atrasado, e eles estão me cobrando multa por recissão, reforma da casa e eu não tenho condições de pagar, meus fiadores já morreram, gostaria de saber quais providências devo tomar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roberty. desculpe não respondi sua duvida. sou comunicada pelo blogger por email de todos os comentários que chegam mas as vezes falha e alguns comentários não chegam até a minha pessoa. O teu ficou sem resposta. se ainda ajuda, tente um acordo de parcelamento do débito assinando uma confissão de divida.
      abraços

      Excluir
  4. Olá, 03 anos é o prazo para o locador cobrar valores referentes a locação e pode ser no juizado especial.
    abraços

    ResponderExcluir
  5. Olá, minha duvida é que sai de um imovel alugado e a imobiliaria sujou meu nome por causa de somente 1 aluguel, e hoje 1 ano depois a divida ja esta o dobro! Essa divida prescreve e meu nome volta a ficar limpo? Muito Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O teu nome sai do SPC em 5 anos. após este prazo teu CPF volta a ficar sem restrições, já a divida o locador tem 3 anos para entrar na justiça e te cobrar. A imobiliária coloca primeiro a restrição no SPC na esperança que você resolva pagar, se próximo de completar 3 anos não houver sido paga a divida o locador tem a opção de esquecer e caducar ou judicialmente te cobrar. Se não pagar a divida fica esquecida eternamente esperando que um dia você pague mas não volta a negativar teu nome.
      Abraços

      Excluir
  6. Olá minha dúvida é!!!aluguel um imóvel tive uns problemas não consegui pagar meu nome foi para o Serasa em 2012 essa dívida caduca em 5 anos é meu nome sai do Serasa???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karol Tanaka. sim, completos 5 anos o teu nome sai do SPC/SERASA e não pode mais judicialmente ser cobrada de você pois o prazo de cobrança judicial é 3 anos.

      abraços

      Excluir
  7. Boa tarde
    Fui locador de um imóvel comercial até 02/01/2015, só que a imobiliária não me deu a rescisão contratual(ficou me enrrolando). Depois de 1 ano exatamente no me s de maio/2016 ela me liga dizendo que o locatário novo parou de pagar o aluguel em Dezembro de 2016, e que acionaria os meus fiadores já que ele não tinha feito outro contrato de locação na época. Obs: passei a empresa para o novo locatário e o contrato de locação está em nome da empresa.Os meus fiadores tem responsabilidades? E qual a melhor saída para essa situação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola, tem que ver o que diz o contrato, a principio sim se o locatário é a empresa. O fiador afiança a empresa não você. Ha formas de exclui-los da responsabilidade, mas só um advogado pode explicar.

      Excluir
  8. comprei um imóvel comercial já alugado para investimento; passado um ano, por motivos de chuvas, caiu drywall externo q não faz parte da estrutura (só acabamento); contrato está em nome de pessoa física, mas o gerente grita comigo e vai me processar; não é ele meu inquilino... Será q pretendem ficar ganhando tempo sem pagar o aluguel enquanto corre o processo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana Rauseo

      Uma coisa não tem a ver com outra. Ele pode mandar colocar novo Drywall e reter o aluguel no valor dos custos. deixar de pagar o aluguel não é possivel ficaria inadimplente.

      O ferente é pessoa autorizada da empresa para tratar da locação apenas isso, ele não te processo somente quem constar no contrato como locatário.

      Temos um problema sério. Locação pessoa jurídica inicia em nome de pessoa física até que a empresa esteja constituída com toda a documentação, depois se faz a transferência para locatário pessoa jurídica. Só fica em nome de pessoa física se for profissional liberal.
      Isso tem que ser modificado porque tens uma locação não residencial com uma empresa no local. Trata-se de locação pessoa física para jurídica que incide imposto retido na fonte que não está sendo recolhido, isso pode te dar problemas com a Receita Federal.

      Reponha o Dry wall ou autorize o locatario a fazer a descontar no aluguel.
      abraços

      Excluir
  9. Olá. Aluguei um imovel com garantia (caução) no valor de 2 alugueis e pelo prazo de 12 meses. O inquilino só pagou pontualmente o primeiro aluguel. Até a caução ele só depositou parte. Quando ele atrasou dois meses (aos 4 meses de contrato) fiz contato, como de costume, solicitando providencias e o pagamento. Ele sempre apresentava uma desculpa e ia enrolando. Determinado dia (5 meses de contrato) o porteiro do prédio me liga e solicita autorização para entrada do caminhão de mudança. Liguei para o inquilino para saber o que estava acontecendo e ele insistiu que eu autorizasse a entrada do caminhão. Chegando lá, e depois de muita conversa, ele me deu um cheque pra 15 dias. Ele se comprometeu a limpar o imóvel e entregar as chaves em seguida. Ocorre que, após 2 dias, simplesmente deixou as chaves na portaria e enviou um mensagem informando isso. Detalhe, ele deixou uma cama e nunca mais foi buscar. Esse cheque que ele entregou foi apresentado duas vezes sem fundo. Encontrei ele no novo endereço e ele assinou um documento de reconhecimento de divida e promessa de quitação em 30 dias. Os 30 dias se passaram ele não pagou. Estive no endereço dele e ele não me autoriza a entrada. Não consigo mais contato telefônico com o inquilino. Como fazer para receber o os valores atrasados?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Emanuela. Vamos por partes.

      Primeiro de tudo me deixou pasma o porteiro ligar para você para autorizar entrada de caminhão de mudança.Nunca mais faça isso. você jamais pode interferir na posse do inquilino quando em contrato de locação esteja ele inadimplente ou não. ao assinar contrato de locação você entrega para o inquilino a posse do imóvel enquanto durar o contrato e assim sendo não pode entrar no imóvel sem autorização dele o que caracterizaria invasão de domicilio (moradia do inquilino), não pode determinar quem entra ou sai do imóvel, quem dorme na casa dele, se parentes vão morar com ele ou não e muito menos proibir que a mudança dele entre e saia do condomínio. O locatário tem total liberdade de ir e vir dentro do condomínio, usar as dependências, receber visitas sem precisar da sua autorização. Se ele for consultar um advogado e acionar você na justiça a indenização chega a ATÉ 24 aluguéis. Não faça mais isso. Nem o condomínio pode exigir que você controle teu locatário.

      Deixar as chaves na portaria seria abandono do imóvel locado porém como teve a situação da mudança descaracteriza abandono porque você sabia que ele tinha mudado. fizestes todas as tentativas para cobra-lo e ele não respondeu satisfatoriamente então agora procure um advogado para aciona-lo no juizado especial cobrando tudo que ele mais multa por desocupação antes do fim do contrato. Faça acordo já que ele não deve ter recursos para pagamento a vista então, acordo judicial permite pelo menos que parceladamente ele fique com a incumbência de te pagar e se não o fizer o advogado vai negativa-lo.
      abraços

      Excluir
    2. Obrigado Sra. Maria Angela pela resposta.

      Quanto à situação do porteiro ter feito contato trata-se de norma do condominio haja vista que para mudar o morador deve assinar um documento em que conste sua assinatura e da do proprietário caso o morador não seja o dono. Considerando a insistencia do morador na liberação do caminhão de mudança e considerando uma relação de todos os proprietarios e respectivos telefones que se encontra na portaria o porteiro viu-se obrigado a ligar.

      Estou providenciando a cobranca na justica especial....obrigado mais uma vez.

      Excluir
  10. Bom Dia!
    Eu havia alugado uma sala comercial, fiz um mega reforma mas não cheguei a usar devido a saída dos meus sócios, que acabarem me deixando com uma dívida de ino aluguéis atrasados. A locadora me colocou na justiça e eu não tenho como pagar. A minha duvida seria o que a locadora poderá fazer para requerer o valor devido, pois não possuo bens em meu nome e nem fiador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, bom dia.

      Poderá requerer penhora online em contas bancarias e poupança bem como qualquer investimento que tiveres exceto salário e aposentadoria bem como pensão. Acione judicialmente teus sócios para que respondam perante esta divida junto com você.
      Abraços

      Excluir
  11. Boa noite. Tenho um imóvel q estava alugado em nome de uma igreja, por 7 anos quase. Já recebi as chaves e eles me devem mais de 5 meses de aluguel. Quero entrar com uma ação no juizado especial, pode ser o do meu endereço ou tem que ser no endereço dá igreja, q está no contrato?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Autor da ação, você, seu endereço, objeto da ação os alugueis do imóvel, endereço do imóvel e reú a igreja endereço da igreja atual em nome do representante legal para citação.
      abraços

      Excluir
    2. Boa tarde. O que quero perguntar, é em qual juizado eu tenho q ir? No do meu CEP, do CEP do apartamento, ou do CEP dá igreja no contrato?

      Excluir
    3. Ok, sem problemas. Utilize o CEP do JEC do imóvel que abrigava a locação.
      Abraços

      Excluir
    4. Obrigada. Boa noite!!!!

      Excluir
  12. Olá, boa tarde. O débito é 25/11/2013, o nome do locatário e dos fiadores estão no SPC. Pelo tempo, já que houve a prescrição da divida de aluguel do imóvel urbano (3 anos), também pode-se solicitar a retirada dos nomes dos devedores do SPC?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não Limar, o SP`C é 5 anjos para retirada do CPF do cadastro.
      Depois que aciona a justiça o rpazo de 3 anos não conta mais e se não acionou a justiça o nome continua no SPC até fechar 5 anos mesmo que judicialmente a divida não possa ser cobrada mas a opção do devedor de procurar o lcoador para pagar continua, por isso se colcoa no SPC.
      abraços

      Excluir
  13. Olá, boa tarde
    Meu pai foi fiador de um imóvel alugado por uma amiga da família no ano de 2001. Ela não pagou durante vários meses, abandonou o imóvel e desapareceu. A justiça nao conseguiu encontra-la, sendo assim, a dívida foi transferida para meu pai. Oficiais de justiça estiveram em sua casa mas não encontraram nada de valor para penhorar. Entraram com um processo de penhora do imóvel (que é o único que meu pai possui) porém, nunca mais houve movimentaçao da justiça nesse sentido.
    Pesquisando a internet verifiquei que em 2009 houve um desarquivamento do processo.
    Gostaria de saber se já prescreveu e se meu pai ainda corre o risco de perder seu unico imovel (onde ele reside).
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Depois do processo iniciado não caduca mais o direito de cobrança e a penhora e venda judicial pode ocorrer.
      Abraços

      Excluir
    2. Mesmo sendo o imóvel q ele reside ?

      Excluir
    3. Sim, no caso de fiança de locação não entra a lei da impenhorabilidade podendo ir a leilão e vai mas leva uns 5 anos.
      abraços

      Excluir
    4. Mas desde 2009 nao há nenhuma movimentaçao do processo. Meu pai tem 70 anos, o que podemos fazer para que ele nao perca o imóvel ?
      Muito obrigada

      Excluir
  14. Boa tarde! Sou proprietário de um imóvel, o inquilino saiu do imóvel no dia 24/3 e me devolveu as chaves, porem ficou devendo o aluguel e condominio de março. Como faco para cobrar ou entrar com acao?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. o contrato não tem fiança que o garanta? Será preciso entrar no juizado especial se ele não entrar em contato porém precisas saber onde ele está residindo do contrario precisará de um advogado.
      a fiança quando se loca direto é fator garantia para que o inquilino não desapareça sem deixar onde pode ser localizado.
      Abraços

      Excluir
  15. Boa noite, meu pai comprou um imóvel em 1984 parcelado e em 1986 terminou de pagar.Agora em 2017 a imobiliária se nega em fornecer o recibo de quitação para fins de inventário alegando que ocorreu um erro e emitiram um boleto a menos e que essa parcela tem de ser paga. Após 32 anos, eles tem direito de cobrar essa dívida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Já prescreveu porém eles não vão fornecer o documento então sugiro que entrem judicialmente contra a imobiliária com uma ação judicial para obriga-la a fornecer o documento, isso evitará que eles queriam cobrar algo. Procurem logo um advogado.
      Abraços

      Excluir
    2. Muito obrigado, sua orientação foi muito importante.

      Excluir
  16. Boa tarde, minha duvida é a seguinte,aluguei uma casa com uma imobiliaria,depois de 4 meses perdi o emprego e estou devendo alugueis a um ano,como a fiadora faleceu estão cobrando ao filho dela,só que no início do contrato está alugada pra duas pessoas, já no meio do contrato está como se tivesse sido pra 3 pessoas e com o Cpf diferentes de pessoas de outra cidade, alem do mais eles colocaram como se a casa estivesse em perfeitas condições sendo que na verdade patece um barraco,como devo agir pra casa da fiadora não ir a leilão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, negocie os valores devidos ao locador e pague porque se o imóvel do fiador for a leilão os herdeiros vão acionar você pois perante teu fiador você responde também. Os herdeiros responde pelas dividas do fiador até o limite da herança e o fiador responde pela divida até a data do falecimento, depois não.
      Procure um advogado mas já digo barraco ou não moraste nele ele tem dono e o aluguel é devido. quanto ao contrato, só o advogado pode analisar esse troca troca mas vale o que estiver escrito e assinado.
      abraços

      Excluir
  17. Boa tarde , meu é maire
    Aluguel um imóvel na qual no meio do contrato o proprietário pediu para trocar o fiador por caução ( 3 meses de aluguel ) , fiz o depósito na conta particular da proprietária e mesmo cobrando inúmeras vezes eles negaram a minha via do adendo ... falou pra entrar na justiça para adquirir .. diante disso fiquei muito desanimada com toda a situação , e quando completou os 12 meses resolvi devolver o imóvel ... a próprietaria falou verbalmente que as melhorias tava tudo ok , mas um dia antes da vistoria pediu para voltar tudo como antes 😩.. Ocasionando assim o ganho de tempo , pois quanto mais demoro a entregar as chaves mais vai abatendo do valor que dei como caução .. depois de quase 3 meses eles fizeram a vistoria , solicitou às chaves e depois passa o valor que precisamos pagar .. agora sou eu que devo ? 😡. Se entrego as chaves eles podem alugar o imóvel , antes mesmo de eu sanar a dívida , ou só depois de tudo quitado ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Maire, você causou todo este problema não devia ter concordado com a troca e muito menos ter pago a caução antes de ter sua via assinada em mãos. enquanto não entregares as chaves o aluguel está correndo, já devia ter depositado em juizo. Agora tua solução é buscar um advogado para que consiga reverter esta situação e urgente porque este locador já provou não agir corretamente. Abraços

      Excluir
  18. Boa tarde.. Eu aluguéis um imóvel e sai devendo três meses porque fiquei desempregada e a proprietária quer que eu pague os três meses mais os juros, e o meu fiador não quer se responsabilizar o que pode acontecer comigo se caso vá pra justica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tekka, seu fiador ser´acionado para quitar sua divida se você não pagar por isso ele é seu fiador no contrato. ele não terá como se excluir dessa responsabilidade. se não for paga a divida todos vão ir parar no SPC.
      abraços

      Excluir
    2. Olha já tenho uma divida que faz mais de 20 anos, já tentaram em todos esses anos penhorar algum bem meu, mas não deixei brexa e não conseguiram.quero saber se posso pedir prescrição da divida pelo tempo.

      Excluir
    3. Oi Russo, ela não prescreve. Vai para o arquivo e toda vez que o credor achar que você possa ter adquirido bens tenta novamente a penhora. Aproveito para comunicar que já há decisão judicial penhorando um percentual minimo do salário do devedor em favor do credor.
      Abraços

      Excluir
  19. Tenho uma dívida de aluguel de uma loja no shopping, está no meu nome, da minha ex sócia e a fiadora.. em.nome físico, gostaria de saber se tem risco da moto do meu marido ir para penhor e meu apartamento financiado desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. apartamento financiado nãos erá penhorado porque tem garantia ao banco pelo pagamento do financiamento. Já a moto de seu marido pode sim ser penhorada. o mais provável e tua conta corrente e poupança sofrer penhora online. O locador vai vasculhar os bens dos sócios e acionar aquele que tiver mais chances de pagamento ou os 3 e depois o fiador ou antes, depende do que diz o contrato.
      Abraço

      Excluir
  20. Bom dia , aluguei uma casa com título de capitalização no valor de 6000 , por um período de 30 meses , porém agora fazem 15 meses que estou morando , entrei em contato com a Imobiliária para negociar pois não posso mais pagar o aluguel , eles fizeram para eu assinar o documento da devolução do título que eu ficaria isento de pagar o aluguel esse mês e eles pagariam minha mudança , depois que liberei fizeram que o proprietário mudou de ideia , quer receber tudo , e eles não vão pagar a mudança .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Julio

      Procure um advogado para fazer cumprir o acordo acionando o locador provando com o documento escrito que o acordo foi descumprido.
      abraços

      Excluir
  21. Boa Tarde, loquei um imovel e tive que despejar o inquilino depois de 8 meses sem pagamento, com ordem judicial, pois a notificação de despejo ele não respeitou. Entrei com o processo, mas ele não apareceu na audiencia, e alega que não condições de pagar (o que é mentira, pois a pessoa trabalha).
    Qual os proximos passos? Será que recebo o valor? a justiça pode obrigar o pagamento? Qual a punição caso a pessoa não pague?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tatiane Antonello

      Solicite ao advogado que entre com execução da divida para cobra-lo e levantar bens a serem penhorado incluindo penhora em conta corrente e poupança. com isso ele pode ter o nome incluído no SPC/Serasa. Receber os valores devidos se a pessoa não tem condições é bem difícil mas já há decisão judicial penhorando 10% do salário mensal para quitar o débito, algo que antes não era possivel. quando a acontecer algo com ele, somente ficar 5 anos no SPC, mais nada. ninguém vai preso por dividas então agente procura buscar sempre uma garantia adequada. Se quer locar com segurança use sempre seguro fiança locatícia da Porto Seguro aluguel. Eles te indenizam rapidamente e vão em cima do inquilino, você nãos e preocupa com nada e quem tem como pagar este seguro em geral é bom pagador. Evite sempre caução em dinheiro não cobre nada e te deixa no prejuizo.
      abraços

      Excluir
  22. Maria Angela,
    Muito bom dia, tenho um valor de pensão pra receber de um jogador de futebol, porem em penhora on-line não achou muita coisa, quais meios eu tenho de indicar possibilidades do Juiz satisfazer esse crédito, lembrando que ele tem muita coisa em pessoa jurídica e não física e muita coisa em nome de Laranja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, desculpe não é minha área, o advogado deve fazer a busca solicitando ao juiz autorização de pesquisa nos bancos de dados do SERASA, Junta comercial e outros.
      abraços

      Excluir
  23. Boa tarde! AluguEu uma casa por 2 anos mas quando do meu marido perdeu o emprego não consegui pagar mais e tivemos que mudar. Como meu salário e pouco não consegui arcar com todas as despesas e mudamos de lá devendo 6 aluguéis. A dona da casa me acionou a justiça e em nenhum momento me recusei a pagar o problema é que o que ela me pede por mês está fora do meu orçamento pois tenho filho pequeno e meu marido ainda não está trabalhando. Já ofereci inúmeras propostas dentro do que posso pagar por mês mas ela exige que eu pague a dívida em menos vezes e com uma quantia que não tenho. Se for para o juiz a decisão elé vai me obrigar a pagar o que não posso? Estou desesperada com a situação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a locadora tem direito a cobrar a divida da forma que deseja e se não conseguir azar o dela. Na justiça o juiz vai te mandar pagar, como e quanto vai depender de acordo entre vocês só que aí envolve advogados que vão negociar e como eles recebem também, acabam convencendo o locador.
      Abraços

      Excluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. Boa noite! Tive uma dívida de aluguel de imóvel executada, o juiz acatou um valor absurdamente alto e injusto do exequente, e eu não tive como pagar. O processo está 'suspenso por frustração' desde maio de 2016, uma vez que não tenho bens para penhora. Eu e meu advogado tentamos um acordo com o advogado do exequente, para que eu pudesse pagar a dívida em parcelas. Ele não aceitou e disse que se eu não pagar o que ele quer não teremos acordo jamais. Esta situação está me prejudicando, pois não consigo alugar outro imóvel porque meu nome aparece como sendo uma pessoa processada. Eu quero pagar a dívida, mas não o valor que ele quer, e sim o valor que o juiz determinou na ocasião do processo, e em parcelas. Não seria melhor ele receber aos poucos do que não receber nunca? E agora? Há algo que eu possa fazer, talvez junto ao juiz do caso, para que ele seja advertido por não facilitar um acordo comigo? Quem deve não tem direito nenhum? Não devi porque quis, mas por motivo de doença e desemprego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Está realmente é um questão bem complicada. o locador está todo este tempo esperando o pagamento da obrigação que você assumiu com ele em contrato e por conta disso quer receber de uma só vez pois já vem a um certo tempo no prejuízo. Você teve um problema financeiro e agora que está melhor quer pagar da forma que pode mas o locador não quer receber como você pode pagar. É direito do credor receber seu crédito e nenhuma lei pode obriga-lo a receber parcelado. Não adiante reclamar do advogado ou do locador, o juiz deu sentença favorável ele está no direito dele. Fazer um acordo com você agora implica em um contrato de confissão de divida que se você falhar um pagamento vence e o obriga a cobrança novamente, talvez por isso estejam complicando.
      Quem deve tem direitos sim o de não sofrer constrangimento como por exemplo, o credor ir fazer escândalo na tua porta.
      O que posso te dizer é que eu concordo com você do ponto de vista do acordo parcelado e indicaria isso a locadores. ´Se a pessoa não tem bens e quer pagar é preferível receber aos poucos do que não receber mas isso é de cada um decidir.
      Já houve juiz autorizando penhora online de um percentual pequeno no salário do devedor o que antes era impensável. Não sei te dizer se um advogado teria algum meio de te ajudar. Seria bom consultares o que te defendeu na ação.
      Abraços

      Excluir
  26. Aluguei um imóvel e o inquilino não pagou a luz.Fez ligação clandestina após o corte pela concessionária. Só depois de dois anos que o imóvel foi desocupado eu descobri, pois o mermo se encontrava fechado. Posso requerer na justiça o pagamento dos débitos, multas da concessionária e respectivos juros?Moro em fora do estado onde se localiza o imóvel. Já localizei o local de trabalho do ex-inquilino.

    ResponderExcluir
  27. Aluguei um imóvel e o inquilino não pagou a luz.Fez ligação clandestina após o corte pela concessionária. Só depois de dois anos que o imóvel foi desocupado eu descobri, pois o mermo se encontrava fechado. Posso requerer na justiça o pagamento dos débitos, multas da concessionária e respectivos juros?Moro em fora do estado onde se localiza o imóvel. Já localizei o local de trabalho do ex-inquilino.

    ResponderExcluir
  28. Aluguei um imóvel e o inquilino não pagou a luz.Fez ligação clandestina após o corte pela concessionária. Só depois de dois anos que o imóvel foi desocupado eu descobri, pois o mermo se encontrava fechado. Posso requerer na justiça o pagamento dos débitos, multas da concessionária e respectivos juros?Moro em fora do estado onde se localiza o imóvel. Já localizei o local de trabalho do ex-inquilino.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Meu Blog é democrático e criticas só virão a aperfeiçoar seu conteúdo. Por outro lado elogios só vem a incentivar sua criadora.Criticas ofensivas serão apagadas, criticas construtivas serão mantidas. Se teu comentário não for respondido em 48 horas, envie um Email pois posso não ter recebido a notificação de que foi postado. Os assuntos aqui postados são amplos e podem sofrer alterações de acordo com cada caso.

DÊ PREFERÊNCIA EM ENVIAR UM EMAIL
EMAIL: mcamini150@gmail.com